21.9.15

Produtor rural, as florestas “chamam” a chuva para sua região


Você sempre soube que as florestas "chamam a chuva". Mas você sabe como? A resposta está em algo que sai das folhas das árvores e vai deixar você de queixo caído... 


Nuvens de chuva precisam de partículas suspensas no ar para
se formar: os aerossóis.
Todo agricultor sabe que as florestas "chamam a chuva". Para entender porque as florestas “chamam” a chuva para a sua região é preciso entender como as nuvens de chuva se formam. Nuvens são compostas de gotículas de água e cristais de gelo que se formam quando o vapor de água se condensa em contato com partículas minúsculas que flutuam no ar e que são chamadas de aerossóis. É como o que acontece com o vapor d´água no vidro do carro em dia frio, mas no caso o “vidro” são os aerossóis.

Pois é, os cientistas[1] descobriram que a floresta produz aerossóis (compostos orgânicos voláteis) que favorecem a formação de gotículas maiores, ou seja, nuvens de chuva. As árvores lançam essas substâncias no ar, o que “chama” a chuva. Por outro lado, as queimadas produzem aerossóis (fuligem) que favorecem a formação de gotículas menores, que flutuam mais alto, evaporam e não formam chuva. Incrível, não? Os antigos é que estavam certos: as florestas “chamam” a chuva! Por isso, para haver sustentabilidade rural, tem que haver florestas desempenhando "serviços ecossistêmicos"

Então, para manter as chuvas de uma região, tem que ter um tanto de florestas em cada propriedade.
Cada um tem que fazer a sua parte para o benefício de todos, e os mais beneficiados são os próprios produtores rurais, e não as pessoas que vivem nas cidades, a natureza, ou os países desenvolvidos. A cidade pode armazenar água em represas, a natureza se adapta, os países desenvolvidos gastarão menos para subsidiar sua agricultura já bastante produtiva... mas e os produtores? O que vão fazer na ausência de chuvas? Gastar mais dinheiro com irrigação? Produzir menos? Mudar de atividade?

O produtor rural que preserva e recupera as florestas ajuda principalmente a si mesmo! Mas não adianta muito ele fazer isso sozinho. Por isso é preciso uma lei, como o Código Florestal, que imponha essa contribuição a todos os produtores, dividindo o custo e garantindo o resultado. Essa é uma das funções das áreas de Reserva Legal, que variam de 20 a 80 por cento da propriedade, dependendo da região do país.  

Então vamos conservar e recuperar a Reserva Legal, certo? 

Leia mais sobre sustentabilidade rural

O novo Código Florestal (ou Lei 12.651/2012, modificada pela lei 12.727/2012, também chamada de Lei de Proteção da Vegetação Nativa e de Lei Florestal) é uma lei extensa e complexa, e tem sido muito criticada pelos ambientalistas. Algumas críticas dizem que o código reduz a necessidade de se recuperar as áreas de preservação permanente (APPs), com novos limites para quem desmatou ilegalmente. Também se diz que as pequenas propriedades que desmataram suas áreas de reserva legal foram anistiadas. Por isso, as entidades ambientalistas entraram com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) contra a nova Lei

A equipe da Nave Terra desenvolveu uma publicação com um novo entendimento dessa Lei, que resolve os principais problemas encontrados pelos ambientalistas, restaurando a proteção da floresta ao mesmo tempo em que mantém certa flexibilidade para o novo Código Florestal. Você encontra mais informações sobre essa publicação clicando aqui.


Ah! Não se esqueça que a floresta chama a chuva! E com a mudança do clima, será cada vez mais necessária para evitar o colapso de nossas grandes cidades e da economia do Brasil. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não perca nenhum post!

+ acessadas da semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...